Geografia da felicidade

“Alguns lugares são como a família. Aborrecem-nos até mais não, especialmente nas férias, mas continuamos a voltar porque sabemos, lá bem no fundo do coração, que os nossos destinos estão entrelaçados.” – Eric Weiner

Eu acrescentaria que, em qualquer lugar onde formamos raízes, por maiores que sejam os altos e baixos que lá passamos, há sempre o ímpeto de voltar. Não há O lugar onde somos felizes. Numa vida podemos ser felizes em dezenas de lugares. É o bichinho que temos cá dentro que nos diz qual é esse lugar. E por mais que nalguns dias pensemos “no que é que me vim meter?”, é quando chegamos ao final do dia e respiramos fundo que sabemos se fizemos a escolha certa. Em mim, por norma, é quando depois da respiração funda surge um sorriso sincero.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: